Cerca de 50 policiais civis que atuam na 2ª Delegacia Regional e nos Distritos Policiais de Vila Velha concluíram, nesta sexta-feira (22), o curso sobre qualidade e excelência no atendimento realizado à população. A ação foi realizada pela Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp) em parceria com a Polícia Civil do Espírito Santo (PCES).

Com carga horária total de 20 horas/aula, a capacitação levou aos participantes uma reflexão sobre o suporte e acolhimento dados aos usuários que utilizam os serviços do órgão. A turma foi composta por delegados, investigadores, agentes de polícia e demais servidores que integram a equipe no município. O momento foi conduzido pela docente Marizinha Coqueiro.

O responsável pela 2ª Delegacia Regional, delegado Marcelo Nolasco, relatou que a Polícia Civil atende diretamente o público e, por isso, a oferta teve o intuito de manter um processo de melhoria das práticas, contribuindo para a realização desse trabalho com mais eficiência e eficácia.

Nolasco destacou ainda que a capacitação foi personalizada para abordar a real necessidade dos profissionais. “A instrutora formatou o conteúdo para esse público. Além da preparação do material, ela esteve em algumas unidades da Polícia para ser atendida e observar os serviços, saber quais eram as possíveis falhas e carências, como forma de preparação”, disse.

A investigadora de polícia, Marilene de Fátima Ramos Borges, afirmou que este é o primeiro treinamento específico em atendimento ao cidadão que ela participa. “Foi uma experiência maravilhosa, uma oportunidade que não somou apenas em aprendizado e conhecimento. O curso nos deu uma oportunidade de entender o que precisamos em relação ao efetivo, a estrutura e a forma de atendimento para melhor recepcionar as pessoas que procuram a unidade”, contou.

Já a agente de polícia Maria da Penha Pereira Nascimento, que trabalha na instituição há 36 anos, agradeceu pela oportunidade. “Para mim, é incrível o fato de conhecer outros colegas que eu não conhecia. A parceria e o bom convívio entre os servidores são essenciais. O objetivo aqui é melhorarmos o atendimento, e se essa oportunidade nos foi dada, nós devemos melhorar”, completou.

De acordo com Marcelo Nolasco, a formação teve o objetivo de aprimorar a receptividade, o acolhimento e o tratamento dado aos usuários que procuram os serviços prestados pela Instituição, incentivando o desenvolvimento de práticas que tenham como meta garantir um atendimento de excelência e que atenda às expectativas do público.

“Nós esperamos que os participantes levem para as unidades policiais todo o conhecimento obtido no curso, principalmente ter a boa vontade em atender a população”, afirmou Marcelo Nolasco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui