A recepcionista Lúcia Márcia Pastor Correa foi assassinada a facadas pelo seu ex-marido, conhecido como Urelison, na noite de sexta-feira (07), na praia da Guanabara, no município de Anchieta. O pai da mulher, o agricultor Vanderlei Correa, que tentou evitar a morte da filha, acabou esfaqueado pelo assassino e está internado no Pronto Atendimento local.

Vanderlei é morador do distrito de Jaciguá, em Vargem Alta. Sua filha residia em Anchieta, na praia da Guanabara, e estava separada de seu companheiro há cerca de dois meses. Conforme a Polícia Militar (PM), o marido não aceitava o término do relacionamento.

Quando chegaram ao local onde ocorreu o crime, os policiais encontraram Urelison segurando o pai da sua ex-mulher e o ameaçando com uma faca em punho encostada na barriga do ex-sogro. Os policiais convenceram Urelison a soltar a faca e a se entregar, e, ao ser detido, ele disse aos PMs que havia esfaqueado e matado sua ex-companheira.

Ao chegarem na casa onde Lúcia Márcia residia, os policiais a encontraram caída no chão da varanda e toda ensanguentada. A ambulância do serviço de resgate do município foi acionada e nada puderam fazer para salvar a vida da mulher, pois a recepcionista já estava morta.

O pai de Márcia, Vanderlei, foi esfaqueado nas mãos e no glúteo pelo ex-genro. Ele foi socorrido para o Pronto Atendimento de Anchieta e ainda está sob cuidados médicos.

Urelison, que foi preso pela PM e encaminhado à Delegacia Regional de Guarapari, onde foi autuado em flagrante por feminicídio, teve lesões nas mãos, cabeça, na coxa direita e escoriações nas costas. Ele e o sogro entraram em luta corporal, quando Vanderlei tentou evitar a morte da filha e também se defender.

O relacionamento de Urelison e Lúcia Márcia teve fim no mês de dezembro, quando ela foi para a casa do pai, no distrito de Jaciguá, em Vargem Alta, e quando voltou para a casa, em Anchieta, encontrou a residência vazia e com seus pertences queimados pelo ex-companheiro, que voltou ao local nesta sexta-feira para matá-la.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui