Fechada para visitação desde 2016, e após passar por seis meses de obras de restauração, a Capela de Santa Luzia, em Vitória, será reaberta ao público na próxima segunda-feira (02), às 10h. A Ordem de Serviço para restauração da capela – considerada a mais antiga construção religiosa de Vitória – foi assinada em abril deste ano.

Participam do evento o governador Renato Casagrande; o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio; o secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha; e a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa.

Durante as obras foram conservados púlpito, esquadrias e forros e restaurados o telhado, a Capela-Mor, bem como o revestimento interno e externo. Também foram substituídos os equipamentos hidráulicos, a iluminação e a fiação elétrica. Além disso, todo o tabuado de madeira no piso da nave, que havia sido afetado por infiltrações causadas pela chuva em 2013, foi refeito. Ao todo, foram investidos R$ 301, 435, 16.

A obra teve contrapartida do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), com a contratação da restauração da imagem de Santa Luzia e a adequação do acesso à Capela, conforme solicitado pela Defesa Civil. Também foi providenciada a colocação de painéis com informações sobre a capela e o Patrimônio Cultural Brasileiro existente no Estado do Espírito Santo.

“A entrega do restauro da Capela Santa Luzia, edificação mais antiga da Capital inserida no núcleo fundacional da cidade, contribui simbolicamente para o fortalecimento e a preservação de todo o Patrimônio Cultural do Estado do Espírito Santo”, destaca a gerente de Memória e Patrimônio da Secretaria da Cultura (Secult), Patricia Bragatto.

Segundo a superintendente do Iphan-ES, Elisa Machado Taveira, após a entrega da obra, haverá o retorno da visitação turística ao espaço, que é Patrimônio Cultural. “A Arquidiocese de Vitória retornará com a gestão e pretende retomar as celebrações religiosas no local, interrompidas desde 1938”, afirma.

Histórico da Capela de Santa Luzia

Construída no século XVI, a Capela de Santa Luzia é a edificação mais antiga de Vitória, fundada em 1551. Integrava uma grande fazenda constituída também por uma residência, um engenho de açúcar e um espaço para a produção de farinha.

A Capela – erguida sobre uma pedra, com fundações e alicerces em alvenaria de pedra argamassada apoiados diretamente e visíveis nas fachadas lateral e frontal – compõe o principal conjunto edificado da Vila de Vitória. Já passou por significativas modificações tanto na edificação quanto em seu entorno, principalmente, durante as intervenções modernizadoras do século XX.

Considerado um bem de grande valor histórico e cultural, a Capela de Santa Luzia é um marco do início da colonização do Espírito Santo. O prédio funcionou como Igreja até 1928, depois como Museu de Arte Sacra do Espírito Santo durante o período de 1950 a 1970. Também já foi Galeria de Arte e Pesquisa da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) entre 1976 a 1994 e abrigou a Superintendência do Iphan-ES entre 1996 e 2001.

Serviço:
Reinauguração da Capela de Santa Luzia
Data: 02/12 (segunda-feira)
Horário: 10h.
Local: Rua José Marcelino, s/nº – Centro de Vitória.
Entrada gratuita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui