Aeronave de pequeno porte saiu de Jundiaí e caiu em região de mata fechada na zona norte

O Corpo de Bombeiros retirou um corpo dos destroços de um avião de pequeno porte que caiu, na manhã desta segunda-feira (2), na serra da Cantareira, zona norte de São Paulo. A aeronave saiu de Jundiaí (Grande SP) e tinha como destino o aeroporto de Campo de Marte, também na zona norte da capital paulista.

Sem conseguir pousar devido às condições adversas do tempo, o piloto fez o caminho de volta, mas a aeronave acabou caindo no meio do trajeto, por volta das 9h, em uma região de mata fechada. Os restos mortais serão levados ao Instituto Médico Legal para identificação. Segundo o capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros, nenhum outro corpo foi localizado na região do acidente, mas as buscas continuam.

Os bombeiros também retiraram dos destroços a caixa-preta do avião, um equipamento fundamental para se saber o que provocou o acidente aéreo. O item foi entregue à Aeronáutica.

Foi a Aeronáutica que acionou o Corpo de Bombeiros ao perceber o desaparecimento do avião de seu sistema de controle do espaço aéreo quando ele sobrevoava a região da serra da Cantareira.

Como a região é de difícil acesso, o helicóptero Águia, da Polícia Militar, foi acionado para localizar os destroços. Uma clareira formada pela queda da aeronave ajudou as equipes de resgate a encontrar o ponto exato do acidente. Parte dos regatistas utilizaram, inclusive, a aeronave da PM para acessar o local por cordas usando a técnica de rapel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui