O motorista foi mantido

Eryckson Catani da Silva, de 31 anos, morreu na manhã deste sábado (05) em confronto com policiais militares do Batalhão de Choque na cidade de Terenos, a 30 quilômetros de Campo Grande. Ele é um dos envolvidos no roubo do carro de um motorista de aplicativo nesta madrugada, na Capital.

De acordo com as informações da polícia, os policiais faziam buscas aos suspeitos, que foram abordados na BR-262, já no trecho de Terenos. Um dos envolvidos disparou contra os policiais, que também revidaram e ele acabou atingido. Eryckson chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

O carro foi recuperado e a polícia ainda não repassou informações sobre o comparsa de Eryckson.

Roubo de carro

O roubo ao motorista de aplicativo de 35 anos aconteceu por volta das 2 horas deste sábado. Registro do boletim de ocorrência detalha que a vítima foi chamada para pegar o suposto passageiro na Vila Nhanhá e ele desembarcaria no bairro Maria Aparecida Pedrossian.

No entanto, o trabalhador teve uma surpresa. Foi abordado por dois homens de capuz e armados com revólver aparentemente de calibre 38. Os suspeitos entraram no veículo, anunciaram o roubo e amarraram a vítima. O trajeto seguiu até o bairro Maria Aparecida Pedrossian, momento em que o rapaz na rua Manoel Padial.

Os suspeitos fugiram em seguida com o veículo Volkswagen Gol, de cor branca, ano 2019 e placas QAR-8444. Também foram levados objetos pessoais e o celular da vítima. Na delegacia, o rapaz contou que foi ameaçado de morte pelos homens e teve lesões no punho, já que foi amarrado com muita força. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

preso no próprio carro por 4 horas em Campo Grande

Fonte MidiaMax

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui