Agências reguladoras norte-americanas disseram à Johnson & Johnson que cerca de 60 milhões de doses da vacina contra o coronavírus produzida pela empresa em uma fábrica da Emergent BioSolutions não podem ser aplicadas por causa de uma possível contaminação. A informação foi divulgada pelo jornal The New York Times. Eis aqui a reportagem, para assinantes.

A FDA (Food and Drug Administration) analisa permitir que 10 milhões de doses sejam distribuídas nos Estados Unidos ou enviadas a outros países, mas com um alerta de que os reguladores não asseguram boas práticas de fabricação.

Segundo a reportagem, um funcionário misturou ingredientes dos imunizantes Janssen e da AstraZeneca. Cerca de 170 milhões de doses das vacinas foram suspensas depois do acidente, em março.

A FDA ordenou que a fábrica pausasse a produção, tirou a Emergent BioSolutions do processo de produção da vacina da AstraZeneca e mandou a Johnson & Johnson exercer o controle direto sobre a fabricação da vacina Janssen no local.

Fonte Microsoft News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui